Você está em:
Postado há 0000-00-00 00:00:00

Mandar declaração com erro é melhor que atrasar entrega, recomenda Receita

Eventuais falhas poderão ser corrigidas a qualquer tempo - e sem multas. Já atraso implica multa mínima de R$ 165,74.

Fonte: G1
Tags: imposto de renda

Se o medo de errar está atrasando o envio da sua declaração do Imposto de Renda, não adie mais o acerto de contas com o Leão.

 Segundo a Receita Federal , é mais vantajoso para o contribuinte transmitir a declaração logo – mesmo que restem dúvidas e eventuais erros – do que segurar até a última hora e correr o risco de ser multado por atraso.

Segundo a Receita, não há motivo para temer uma eventual falha: as informações podem ser corrigidas a qualquer tempo por meio de uma declaração retificadora, sem punição ou custo adicional, pelo prazo de cinco anos.

Já o atraso da entrega pode trazer prejuízos: o prazo termina à meia-noite do dia 30 de abril (quinta) para o dia 1º de maio (sexta).

 Caso não consiga entregar a declaração dentro do prazo, o contribuinte pagará multa mínima de R$ 165,74 por atraso, mais até 20% do imposto devido.

A orientação da assessoria de imprensa da Receita Federal em São Paulo é a de que o contribuinte perca o medo e tente fazer ele mesmo a declaração do Imposto de Renda pelo programa IRPF 2009, mesmo que nunca tenha feito antes. Para isso, dá as seguintes recomendações:

- Ter em um disquete, pendrive ou computador o arquivo do ano anterior para importar os dados de 2007 e apenas atualizar com as informações dos rendimentos de 2008;

- Buscar as informações corretas: procure se informar nos meios de comunicação e (veja o guia, o tira-dúvidas e a página especial do G1) e no site da Receita Federal (www.receita.fazenda.gov.br).

 

Maioria não entregou

A menos de duas semanas para o fim do prazo de entrega estabelecido pela Receita Federal, mais da metade dos contribuintes ainda não fez o ajuste anual de contas com o Leão.

 A Receita informou que recebeu até a terça-feira (14) 9,313 milhões de declarações do Imposto de Renda da Pessoa Física 2009, ano-base 2008.  A expectativa é de que cerca de 25 milhões de contribuintes prestem contas esta ano.