Você está em:
Postado há 0000-00-00 00:00:00

Salário para postos de trabalho nas fábricas é em média 27% mais baixo

Concentração no setor de serviço a empresas de profissionais liberais eleva a média de rendimento dessa área, dizem especialistas

Além de crescerem mais desde 2003 e ocuparem o espaço da indústria, os empregos do setor de serviços prestados às empresas apresentam uma remuneração melhor.

Em média, os postos de trabalho nas fábricas possuem um rendimento 27% menor do que a renda de quem está ocupado em serviços de consultoria ou assessoria, bancos, imobiliárias ou mesmo em atividades típicas da onda de terceirização (segurança, informática, limpeza, entre outros).

Segundo dados do IBGE compilados pela Folha, o rendimento médio na indústria ficou em R$ 1.424 nos três primeiros meses de 2010, ante uma média R$ 1.947 registrada no setor de serviços prestados às empresas.

Do primeiro semestre de 2003 ao mesmo período de 2010, porém, o rendimento do setor cresceu 10,8%, abaixo da renda média de todas as pessoas ocupadas, cuja expansão foi de 12,6% nesse intervalo. Os serviços perderam ainda, por pouco, para o rendimento na indústria, que avançou 11,6%.

O fato de o ramo de serviços prestados às empresas concentrar muitos profissionais liberais -prestadores individuais de serviços, como advogados, contadores e outros consultores de companhias- eleva a média de rendimento dessa atividade, de acordo com especialistas.

Com salários altos, esses profissionais acabam por distorcer a média. Pelos dados do IBGE, não é possível desagregar por categoria profissional o rendimento das pessoas ocupadas nos serviços às empresas.