Você está em:
Postado há 0000-00-00 00:00:00

BA - PIB baiano mantém ritmo de expansão no primeiro semestre

Fonte: Agecom

Construção civil lidera com as melhores taxas, além de absorver maior contingente de mão-de-obraO Produto Interno Bruto (PIB) da Bahia teve um crescimento de 5,3% no primeiro semestre deste ano em comparação com igual período de 2007. No acumulado dos últimos 12 meses, o crescimento foi de 4,5%. Os dados são da Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia da Secretaria de Planejamento.Ao todo, o setor industrial (composto pelos segmentos de construção civil, transformação, extrativa mineral e serviços industriais de utilidade pública) obteve crescimento de 5,8%, no primeiro semestre de 2008 comparando com igual período de 2007. A construção civil, segmento que absorve grande quantidade de mão-de-obra, acumula uma taxa de crescimento de, aproximadamente, 7,5%. Nos últimos 12 meses, a indústria de construção civil acumulou expansão de 8,2%.Já a indústria de transformação expandiu 5,5%, apresentando taxas positivas em quase todos os segmentos. As maiores influências vieram da produção de celulose e papel, 29,8%, refino de petróleo e produção de álcool, 3,3%, metalurgia básica, 5,6%. Somente o segmento de produtos químicos reduziu a atividade, -1,4%.Indústria - No acumulado dos últimos 12 meses, a indústria baiana de transformação acumula alta de 6,1%. Na comparação entre o primeiro semestre de 2008 e o de 2007, o setor de serviços obteve uma expansão de 5,9%, influenciado pelos bons resultados do comércio e do transporte.No comércio, os dados indicam que o volume de vendas acumulado foi de 7,7%. O desempenho do semestre reforça as expectativas de analistas de mercado e representantes do setor, de que o comércio baiano, embora registrando uma elevada taxa de crescimento, deverá encerrar 2008 apresentando resultado inferior ao do ano passado.Em relação à atividade de transportes, que se expandiu 12,7%, no primeiro semestre de 2008 em comparação ao mesmo período de 2007, deve-se destacar a evolução de todos modais, principalmente o rodoviário (15%).Na agropecuária houve uma retração de -1,4% no primeiro semestre de 2008 quando comparado com igual período de 2007. As safras de importantes culturas apresentaram retração, a exemplo da mandioca (-2%) e da cana-de-açúcar (-0,7%).Comércio exterior - O comércio exterior segue batendo recordes de vendas, estimulado pela crescente demanda mundial. As exportações baianas expandiram-se 27,2%, no primeiro semestre de 2008, em relação ao mesmo período do ano passado, e atingiram a casa dos US$ 4,3 bilhões. As importações também seguem uma tendência de alta. Nesse mesmo intervalo de tempo, as compras realizadas pela Bahia no exterior registraram uma expansão de 31,2%, crescimento superior ao das exportações.Indústria e serviços puxam índice no segundo trimestreOs dados do Produto Interno Bruto (PIB) do segundo trimestre indicam elevação de 5%, em relação a igual espaço de tempo do ano passado. Nesse período, a atividade econômica foi puxada pelos setores da indústria e de serviços, que cresceram 5,1% e 6,5%, respectivamente.Em relação à indústria, a construção civil teve uma expansão de 4,3% e a indústria de transformação 6,3%. Já no setor de serviços, os destaques ficam por conta do comércio, com crescimento de 7,6%, e transporte, 13,5%, nessa mesma comparação temporal.Serviços - O setor de serviços apresentou uma expansão de 6,5%, em relação a igual período do ano anterior, que deve ser creditada também aos incrementos registrados no setor de transportes (13,5%) e no de serviços prestados pela administração pública (5,4%).No segundo trimestre de 2008, a agropecuária registrou queda de -1,8%. O resultado do setor não foi mais declinante porque produtos de relativo destaque na produção baiana conseguiram se recuperar, colhendo safras razoáveis nesse segundo trimestre do ano.Destacaram-se o cacau, que obteve expansão de 4,5%, banana, 3,7%, mamão, 4,2%, e o café, que teve o melhor desempenho de todas as lavouras baianas (7,8%). Em relação ao segundo trimestre de 2008, a agropecuária registrou queda de -1,8%.Modal - Considerando o setor de transportes, observa-se uma expansão de 13,5%, no segundo trimestre de 2008 quando comparado com igual período do ano passado. Neste período, os modais hidroviário e aéreo expandiram-se 9,4% e 6,4%, respectivamente. O resultado do transporte hidroviário foi propiciado pelo aumento das exportações baianas.Em relação ao setor de transporte aéreo é importante destacar o bom desempenho, pois evidencia que, retirados os desembarques de passageiros baianos, ainda é crescente a demanda por viagens turísticas para o estado, seja pelo motivo lazer, eventos ou negócios. Mantidas as tendências evidenciadas nos dados do PIB trimestral, certamente o a Bahia registrará, pelo 5o ano consecutivo, uma taxa anual de crescimento bastante significativa.Nos últimos cinco anos, o Produto Interno da Bahia acumulou uma taxa de crescimento de, aproximadamente, 27%, o que representa uma média anual de 4,9%. Segundo depoimento do secretário de Planejamento, Ronald Lobato, a economia da Bahia tem crescido em sintonia com o ritmo de desenvolvimento do Brasil.