Você está em:
Postado há 0000-00-00 00:00:00

O crédito no caminho da normalização

É a terceira elevação seguida do índice, lançado em medos do mês passado avaliando o comportamento de junho e maio ante seus respectivos meses anteriores.

Mário Tonocchi

O Índice Nacional SCPC de Crédito ao Consumidor, indicador da procura do financiamento pelo consumidor brasileiro da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), apresentou alta de 1% em julho ante junho deste ano. É a terceira elevação seguida do índice, lançado em medos do mês passado avaliando o comportamento de junho e maio ante seus respectivos meses anteriores. Em junho, o indicador registrou crescimento de 0,5% ante maio. De abril para maio o aumento foi de 4,5%.

Na análise conjunta dos três índices, constata-se que o crédito já caminha para a normalização com recuperação gradativa da aquisição de bens de maior valor agregado, de acordo com o superintendente institucional e economista do Instituto de Economia Gastão Vidigal (IEGV) da ACSP, além de coordenador nacional do indicador, Marcel Solimeo.

Segundo o superintendente, os próximos resultados do Índice devem refletir uma maior expansão das operações de crédito, tanto nas instituições financeiras quanto no varejo. Isso, segundo Solimeo, permitirá aumento do consumo produção e emprego já no segundo semestre deste ano, apesar da crise de crédito que ainda persiste na economia brasileira. "O importante é a economia manter a tendência de crescimento pela busca do crédito. Os aumentos dos índices em maio, junho e julho já apontam para a recuperação econômica", disse.

A regionalização dos dados do indicador mostra que a busca por crédito apresentou variações específicas em cada região do Brasil. No Norte, o aumento foi de 4% e, no Sudeste, de 3,5%. No Sul, houve queda de 5%, enquanto no Nordeste a redução foi de 1,5% e no Centro-Oeste, retração de 1,5%. A amostragem do Índice Nacional SCPC de Crédito ao Consumidor é composta por 25 milhões de registros e envolve 2,2 mil SCPC´s e SPC´s de todo o Brasil.

Nova ferramenta- Conceder crédito é tão importante para as empresas do varejo quanto recuperá-lo no caso de inadimplência. As melhores práticas de recuperação do financiamento foram discutidas ontem na reunião ordinária do Conselho Consultivo do SCPC, na ACSP. De acordo com Marcelo Oliva, do SCPC, uma nova ferramenta que envia uma segunda carta avisando sobre o débito ao inadimplente, já com um boleto bancário no valor devido ou com desconto anexado, aumentou em 39% a recuperação do crédito em um teste elaborado pelo serviço junto a um de seus clientes. "Enviar o boleto junto com a carta é uma idéia excepcional. Isso evita que a pessoa sofra algum constrangimento indo até a loja para quitar o débito, podendo fazer isso no banco ou em casa, pela internet", observou superintendente do Conselho Consultivo do SCPC e diretor de crédito e cobrança da rede Riachuelo, José Antonio Rodrigues.