Você está em:
Postado há 0000-00-00 00:00:00

Líderes empresariais querem regras rígidas

Líderes globais querem a melhoria da regulamentação do mercado. É o que revela pesquisa realizada pelo escritório Allen & Overy, junto a presidentes de Conselhos de Administração, sócios, assessores jurídicos e diretores de empresas no mundo inteiro. A pesquisa ouviu, entre dias 4 e 6 de novembro, 735 líderes e 79% dos deles expressaram desejo de reestruturação ou consolidação das agências reguladoras nacionais.A concordância sobre o tema atinge as regiões da seguinte forma: 82% na Ásia, 81% nos EUA, 80% na Europa Continental e 76% no Reino Unido. A leitura que pode ser feita sobre os comentários dos executivos é que, a unanimidade aparece sobre a necessidade de uma melhor regulamentação e não uma quantidade maior de regulamentação. Apesar disso, há divergências em relação à maneira de criá-la.Cerca de 74% dos entrevistados são contrários ao aumento dos controles de câmbio nacional e internacional para limitar o fluxo de capitais ao redor do mundo. Entretanto, uma maioria significativa (67%) concorda que alguns dos instrumentos mais complexos usados em finanças globais modernas, tais como securitizações e outros produtos estruturados, necessitam de maior regulamentação, restrições e transparência. Com relação a instrumentos derivativos, 77% dos entrevistados, diz haver necessidade de maior transparência.Sobre a melhor regulamentação dos empréstimos bancários, a pesquisa aponta que 37% são a favor e 45%, contra. No quesito regulamentação das agências classificadoras de risco mais de 76% concordam com a necessidade de melhoria.

CompartilheNas redes sociais