Você está em:
Postado há . Atualizado há

Crise econômica, globalização e dificuldades, ação proativa é a solução

“A CRISE no Brasil é mais moral e ética do que econômica, eis a prova da qualidade da educação da sociedade brasileira, é lamentável.” (Elenito Elias da Costa).

“A CRISE no Brasil é mais moral e ética do que econômica, eis a prova da qualidade da educação da sociedade brasileira, é lamentável.” (Elenito Elias da Costa).

Empresas e Profissionais são submetidos a uma situação difícil onde econômica e financeiramente se faz necessária AÇÃO corretiva para se adequar e buscar sua estabilidade e continuidade de suas atividades.

É, mister, entender que o Brasil e o mundo passam por situações especiais, onde a economia exige atitudes diferenciadas.

As empresas de qualquer porte e tamanho busca se adequar a um novo e real planejamento empresarial, onde fatalmente procede á demissão em massa para se aclimatar com a realidade do mercado.

Profissionais tentam sua recolocação e outros tentam empreender na busca de suprir seus orçamentos.

O Mercado exige postura diferenciada de toda a sociedade quer seja de empresas e profissionais, mas encontram obstáculos que impactam as melhorias uma delas é a educação de qualidade dos responsáveis pela gestão empresarial e dos profissionais que labutam em suas respectivas atividades.

O nível de transparência e de controle interno exigido do sistema das empresas expõe sua fragilidade e os profissionais devem se capacitar para atender a essa exigência.

Sabemos que o TEMPO é um custo irreversível e devemos proceder da melhor modalidade possível, os conhecimentos técnicos especifico e o generalista exigem a sua aplicabilidade para enfrentar a CRISE ECONÔMICA na globalização, onde profissionais e produtos, empresas e profissionais são submetidos a uma concorrência incomum e voraz.

Devemos entender que aquelas empresas e profissionais que não estejam devidamente preparados para enfrentar essa situação, todos, sem exceção participarão de estatísticas negativas que são derivativas de sua fragilidade conotada em sua capacitação e qualificação, e ressalto não adiante reclamar do Governo, por a culpa no sistema, buscar ajuda divina, ou qualquer outra atitude débil, isso só demonstra quão despreparado estamos em nossa pífia singularidade.

Sua análise e as atitudes de melhorias e posturas diferenciadas devem ser avaliadas periodicamente, mas ressalto que um estudo mais qualitativo deve ser inserido nessa opção, desde a redução de suas receitas ou rendas até o controle de seus custos e despesas, com todo seu profissionalismo.

Lamento que muitas empresas e diversos profissionais não estejam preparados, mas creia o sistema não sentirá nenhuma mágoa de sua ausência, pois o tempo não lhe permite esse lamento, já que o sistema exige profissional e gestores globalizados.

EMPRESAS

Qualquer que seja seu tamanho ou opção tributária devem se adequar as exigências desse novo mercado e jamais inibir seus investimentos, pois estando em CRISE deve focar seus investimentos em seu planejamento e não retroceder caso contrário sentirá a contrapartida quanto retornar a normalidade.

É muito comum empresas e gestores empresariais se retrair diante do quadro econômico e restringe seus investimentos e isso lhe será cobrado a seguir e pena que seus resultados serão insignificantes.

O sistema tributário exige um nível de transparência e de controle interno que as empresas não estão preparadas para tal fato e obviamente pagarão um preço elevado por essa inépcia.

Sabemos que muitas empresas estão com indébitos fiscais já identificados e o sistema não vai perdoar e sim tentar flexibilizar através de processos a sua regularidade, quer seja dando descontos, parcelando ou outras ações similares.

O momento exige um planejamento estratégico especial para essa CRISE e sabemos que seus efeitos hão de se perdurar por um período que poderá por em RISCO sua gestão empresarial, pois o fato gravame lhe foge a sua ação, mas, lhe afeta sensivelmente.

A situação é grave, a CRISE não é somente econômica e estamos pagando um preço elevado e isso levará diversas empresas e profissionais a situações difíceis.

Sugiro tomar atitudes serenas e planejadas sempre agregadas a um procedimento de ANÁLISE prévia com estudos futuros e prolixos, pois qualquer que seja a sua ação terá um preço elevado.

Lamento, mas essa é uma verdade inconteste e afetará a todos direta e indiretamente.

PROFISSIONAIS

O sistema econômico em CRISE no Brasil rico em recursos naturais comprova somente o nível de qualidade educacional desses profissionais, pois em sua maioria estão fadados ao desemprego ou a situações difíceis, mas essa postura deixará sequelas onde capitais, sonhos, fantasias estarão fadadas ao fracasso.

Só podemos enfrentar essa CRISE se tivermos os recursos mínimos necessários, para essa finalidade, caso contrário esses profissionais estarão mercê do acaso.

A sociedade e o sistema não tem sentimento e o Profissional deve se preparar para mudança de atitude caso necessária, buscando uma educação de qualidade que o capacite a se adequar a exigência do mercado globalizado.

Acredito que muitos hão de sobreviver e espero que a lição possa deixar sequelas positivas, pois haverá outras CRISES.

Devemos entender que o sistema trabalha 24 horas (full time) para se capacitar e se qualificar o mesmo deve ser a atitude dos profissionais, se desejarem um futuro promissor, pois o futuro não lhe dará refresco.

Sua reclamação, seu lamento e suas lágrimas, esperam que possa transformar em AÇÕES PROATIVAS na busca de sua expertise profissional, pois o tempo urge.

CONCLUSÃO

A elaboração desse pequeno ensaio foi motivada pela necessidade premente de uma educação de qualidade que deve ser oferecida aos profissionais e aqueles que buscam se capacitar para o mercado globalizado.

Vejo com bastante atenção que muitos ainda não acordaram para a realidade do momento e devem pagar um preço elevado por essa negligência.

Todos meus alunos, orientando, leitores dos meus artigos e livros e ouvintes de minhas palestras, sabem que a inércia diante da situação atual nos levará a situação mais difícil, e que a solução está no voto democrático, pois somos autores e vitimas de nossas escolhas, já que a cada ação corresponde a uma reação igual e oposta citando Isaac Newton.

Bibliografia:

  1. Contabilidade No.1, Editora Grupo Fortes, Da Costa, Elenito Elias;
  2. Contabilidade No.2, Editora Grupo Fortes, Da Costa, Elenito Elias;
  3. Transparência, Editora Grupo Fortes, Da Costa, Elenito Elias e demais;
  4. Palestras do Prof. Elenito Elias da Costa;
  5. Artigos publicados do Prof. Elenito Elias da Costa
  6. Blog: www.elenitoeliasdacosta.blogspot.com.br

CompartilheNas redes sociais
Outros ArtigosDo dia 22 de October de 2015