Você está em:
Postado há . Atualizado há

Adaptabilidade, a palavra da década

“Profissionais adaptáveis é uma exigência do mercado laboral” (O autor)

A globalização exige postura diferenciada dos profissionais, e isso compreende a sua capacitação e qualificação de sua performance profissional, mas sabemos que muitos ainda não estão preparados, e isso é uma lástima, e poucos estão entendendo essa mudança, mas o futuro não espera e atropela entidades, instituições e possivelmente profissionais.

Empresas de qualquer forma ou tamanho, devem se adaptar a exigência da mudança necessária e rapidamente proceder suas melhorias, e muitas vão começar a perder Kapital, assim como diversos profissionais hão de mudar drasticamente de visa, e isso não é uma previsão e sim é uma verdade absoluta.

Sabemos que a GESTÃO, ADMINISTRAÇÃO e a CONTABILIDADE, são profissões que trabalham com o Kapital e tem como exigência do investidor o retorno positivo de suas ações, inclusive o LUCRO.

Tenho absoluta certeza que o LABOR satisfatório não está somente em um EMPREGO, mas na sua opção de empreender, o que devemos entender que ambos estão intimamente ligados a uma global atualização inclusive as exigências do mercado em sentido latto.

A GESTÃO está vinculada a sua eficiência, ou seja, fazer com o menor esforço o máximo possível, a ADMINISTRAÇÃO busca manipular os recursos com o fito de maximizar o retorno e a CONTABILIDADE representa o registro desses esforços na busca de atender exigência do mercado e governo, e ainda satisfazer o investidor e creiam isso não é uma tarefa fácil, ou que possa entregar a qualquer CONTADOR.

O ano em curso (2014), não apresenta muitas surpresas, e muitas empresas e investidores não irão obter a máxima desejável por motivos personalizados e pontuais.

Empresas não alcançarão os números planejados, e isso será retratado pela CONTABILIDADE em seus Demonstrativos Contábeis e Financeiros que hão de ser auditados e periciados pelos investidores, haja vista os pífios resultados alcançados.

O FISCO não perdoa e está diuturnamente buscando a tecnologia para identificar nichos de mercados e de atividades que procuram alquimias para nebular sua transparência, e muitas perderão nesse ínterim o seu controle interno, maculando grosseiramente o seu planejamento empresarial.

Nesse exato momento o FISCO sabe que a arrecadação está diminuindo, e precisa conter essa sangria ou mesmo compensar essa verdade absoluta, e as empresas estarão com sérios problemas, mesmo sabendo que em ano eleitoreiro o sistema deve ser mais condescendente, diante das variáveis que abunda o exercício.

Não tenho dúvidas que o LUCRO planejado do ano em curso merece uma melhoria redutora ou sua inversão realista, pois a verdade há de cobrar a sua evidência.

A fantasia lúdica que fora objeto de captação, poderá não acontecer e a verdade virá á tona, desmistificando mitos e químicos de plantão, inclusive atingindo violentamente impérios dantes sólidos, mas envolvidos em ações pecaminosas que agora se desnuda, mostrando a sua real face.

Os profissionais envolvidos em fatos delituosos estarão a mercê de suas responsabilidades identificadas através do sistema e apenadas pelos aparados legais, além de atingir violentamente o seu patrimônio e possivelmente o seu Kapital.

Lamento que tais fatos houvesse de acontecer, mas o sistema precisava dessa linha tênue de transparência e realinhamento voraz dos investimentos, pois o futuro exige postura diferenciada e plenamente antenada com as seguintes palavras, planejamento exeqüível, transparência e controle interno, pois qualquer que seja a sua profissão representa a essência do SER que se apresente diante do TER, exigindo a sua respeitabilidade diante do processo radical de MUDANÇA.

É bem verdade que muitos não hão de entender, e conceber, mas deverão ser atingidos bruscamente em seus intentos e manter controle de sua gula voraz, pois a globalização assim exige.

Muitos hão de procurar novos mercados e atividades no globo, por não se conter diante dessa verdade, mas sua busca insana deve influenciar seus investimentos de modalidade violenta, e identificará a sua natural ação diante do quadro lhe oportunizou a leitura, mas sua limitação não a identificou com clarividência, e esse será o preço a ser pago.

Daí entenderá que o sistema vive, seja com sua existência e seu capital ou não, pois sempre serão alimentadas por profissionais e investidores que tiveram a oportunidade de entender suas variáveis e se adaptou para conter o RISCO de seus efeitos calamitosos.

Qualquer que seja a mudança procedida em seus objetivos sempre haverá de encontrar barreiras, eis aí o grande mistério na busca de sua capacitação e qualificação constante, necessária a sua sobrevivência e exigida pela globalização, qualquer um que a negligencia pagar um preço por essa ação.

Chegamos á conclusão que a mídia e investimento são fatores que dantes influenciavam as mudanças, mas a massa atingida começa a ter vontade própria e isso desmistifica a idéia da criatura sendo envolvido pelo criador, e para sua sustentabilidade se faz necessário ás mudanças para minorar o RISCO de um cataclisma maior.

Qualquer ação oportunista ou emocional derivativa de um estudo limitado poderá resultar em prejuízos de difícil compensação no referido sistema, e o mais grave, poderão romper o equilíbrio do mesmo.

Muitas vezes nos parece que o sistema tem vida própria e isso é uma ironia não considerar a sua mutação, pois poderemos ser engolidos por ele, sem que possamos perceber.

O momento exige um hiato reflexivo, para que possamos identificar seus pontos fracos e fortes e programarmos ações que possam reduzir seus malefícios, mesmo assim sentiremos tais efeitos.

Ressalto que a leitura dos meus artigos e livros publicados, retrata esse pensamento e lamento que tais fatos nos atinjam de modalidade violenta, mas o sistema está se adaptando diante das variáveis existentes, jamais devemos pensar que temos controle de tudo, isso é no mínimo leviano, pois o entendimento desses fatos são fagulhas de oportunidades que desaparecem como tempo que por sua vez muda radicalmente.

Devemos nos lembrar que o seu CONTADOR de hoje, poderá ser seu algoz de amanhã, e isso se chama MUDANÇA, inevitável e verossímil.

CompartilheNas redes sociais
Outros ArtigosDo dia 04 de August de 2014