Você está em:
Postado há 0000-00-00 00:00:00

Que importância tem o ser carbono para o sistema

“A probabilidade da próxima geração de um país ser mais competente é muito discutível, pois há diversas variáveis entre a potencialidade derivada da riqueza natural de um país e o povo que o inunda.”(

 “A probabilidade da próxima geração de um país ser mais competente é muito discutível, pois há diversas variáveis entre a potencialidade derivada da riqueza natural de um país e o povo que o inunda.”(O autor).

 

Introdução

 

Estamos vivenciando variáveis decorrentes do mundo globalizado, onde empresas e profissionais estão passando por adequações, assim como a CONTABILIDADE, a AUDITORIA, e principalmente a GESTÃO EMPRESARIAL, e demais profissões que assessoram empreendimentos.

O mundo clama por TRANSPARÊNCIA e CONTROLE INTERNO, nas ações e atividades laborais desses profissionais, mas sabemos que isso depende da CAPACITAÇÃO e da QUALIFICAÇÃO inseridas em seus perfis, pois todos buscam a sustentabilidade e continuidade de seu labor, mas sabemos que isso depende de diversos fatores.

A informação dada gratuitamente pelo Presidente Barack Obama, de que sua NSA deverá continuar espionando os países (amigos ou não) por possuir a maior e melhor tecnologia, é um atestado clarividente de que soberania tem conceito diferenciado e que os demais devem se contentar com essa explicação, se desejarem continuar a HABITAR o globo. Suas explicações, digo informação foi de uma prepotência jamais imaginada pelos demais países, e que devem se contentar com isso.

O SILÊNCIO lacônico dos demais líderes, digo, carneirinhos, é a prova inconteste de sua insignificância, inépcia, negligência e imperícia de suas nações, imaginem que importância tem os demais seres carbonos que mancham os demais continentes.

Fico a imaginar aquele país, cuja Nação, digo, habitante que dorme em berço esplêndido, onde somente agora sabe perfeitamente o significado do VERDE em sua bandeira.

 

Lamento, mas devemos conviver com essa evidência por um bom período, mesmo por que nada há para fazer, a não ser baixar a cabeça como lacaio, pois havia somente um país que poderia resistir, mas, este, está sendo minado paulatinamente e já demonstra comprovado enfraquecimento, os demais têm todo o direito de sonhar.

Fico pensando sobre as grandes empresas, os grandes conglomerados, os conflitos armados, os agravos sociais e climáticos, as oscilações e volatilidade das ações negociadas em bolsas de valores, as “democracias” assistidas, os partidos dominadores e seus programas, e principalmente o comportamento dos seres carbonos devidamente adestrados e controlados.

 

Informações contábeis

 

Os Demonstrativos Contábeis e Financeiros de que trata a adequação internacional na contabilidade exigem maestria, na sua mensuração, que devem obedecer à legislação pertinente em toda a sua essência, mas esbarra em ações torpes e desprovidas de legalidades de alguns entes desse seguimento.

O sistema exige mais qualidade na informação e isso está diretamente ligado a um planejamento estratégico dos seus mentores, que administram resultados.

Daí, podemos entender que os Demonstrativos Contábeis e Financeiros de algumas instituições públicas e privadas padecem de transparência no tocante a obediência aos preceitos legais e princípios da adequação internacional, o que nos remete a uma reflexão sobre a ação de gestores, contadores e principalmente dos auditores.

Mas entendo que a seu devido tempo suas responsabilidades serão avaliadas e aferidas de conformidade com o sistema.

 

Um fato grave

 

O ERRO, DOLO, INCONSISTÊNCIA CONTÁBIL, LAVAGEM DE DINHEIRO e a GESTÃO FRADULENTA, são consequências da pífia formação desses entes e isso deve resultar em situações esdruxulas e estapafúrdia quando forem aferidas e analisadas, ou até mesmo auditadas ou periciadas.

O ano de 2014, por suas peculiaridades atípicas, deverá conter nos Demonstrativos Contábeis e Financeiros, de algumas empresas, diversos fatores passíveis de sansões, quer seja atividade pública eou privada, e seus mentores serão identificados e responsabilizados pelos danos causados.

Os escândalos podem ser evitados, mas isso depende dos valores individuais que norteiam as atividades de alguns elementos, e o ônus causado será devastador, quer sejam no aspecto social, politico, econômico e financeiro, mas, existencial.

Não há duvidas quanto à importância desse laboratório, se tivermos profissionais que possam analisar e aferir com a devida capacitação e qualificação desejável, mas receio que no atual momento esse fato é precoce, tendo em vista o reduzido número de profissionais e pesquisadores voltados para a excelência desse estudo.

Sabemos que muitos profissionais necessitam de maior celeridade em suas ações, mas isso, não inibe a oportunidade leviana de vantagens financeiras, pois, para isso, temos a advocacia e seus mentores.

Se a alquimia contábil está sendo exercida por algumas entidades públicas, imaginem em algumas entidades privadas, ou mesmo em algumas entidades do terceiro setor, que devem interceder diante a urgência na realização de obras necessárias aos eventos que se aproximam.

Quando o abacaxi é gigantesco, o SISTEMA deve se adequar para descasca-lo, mesmo que sejam necessárias quaisquer ações corretivas.

Os PODERES que administram o SISTEMA devem buscar sua regularidade, sob qualquer fato, mesmo que tenha que cortar a própria carne.

Quando o quantitativo brada, basta lhe conceder o que lhe satisfaz (pão, emprego, bolsa e circo), e a normalidade controlável retorna, mesmo sabendo que alguns hão de pagar, mas esse é o preço da pirotecnia retumbante.

Os últimos acontecimentos de manifestações, revolta de comunidades, revolta de presos, elevação da violência, elevação de índices no uso de drogas, rolezinhos, expulsão de servidores e atitudes ilícitas de servidores da Caixa Econômica Federal, são provas incontestes que a base da pirâmide e a classe média, quando agregadas podem influenciar direta ou indiretamente no equilíbrio do sistema, e deve ser atendida em seus anseios, caso contrário os eventos esportivos e sociais de que se avizinham podem ser afetados.

O fator conclusivo

 

O CONTROLE está para o sistema, assim como os néscios estão para as urnas. Nada deve abalar esse equilíbrio, pois o uso da tecnologia é um dos fatores desse controle.

O sistema está concedendo Saúde, Educação, Oportunidade, Emprego, Infraestrutura, e demais de modalidade paulatina, para que se acompanhe o desejável “progresso”, o partido dominante sabe que inexiste adversário para sua base de coligações, e sua vitória é inabalável.

Ressalto que os eventos sociais e esportivos que se avizinham devem ser repensados diante dessa ebulição dos agravos, e quiçá o sistema obtenha o equilíbrio desejado, mas deduzo que fatalidades, desastres, e fortes emoções desagradáveis são prováveis e possíveis, mas acredito na solução desses agravos, pois todo o problema tem sua solução, humana ou divina.

A satisfação total no atendimento a plenitude dos AGRAVOS SOCIAIS, poderá abalar a regularidade do sistema, e isso, é muito desagradável e tangencia a letalidade de sua existência, e perderia o significado da palavra NECESSIDADE que o alimenta.

Chegamos ao nível em que a JUSTIÇA se sobrepõe a POLITICA, e abaixo dela tem uma massa controlável que deve ser conduzida adestradamente, digo, democraticamente.

Todo o SISTEMA tem um ser dominante e os demais dominados, e quando necessário utiliza-se de crises e conflitos para o retorno a regularidade do controle, agora, podemos entender o sentido racional na história bíblica, por que DEUS é mais poderoso que Adão, Eva e a Cobra, onde podemos observar que o PODER não está no quantitativo da posse da moeda ou similares, nem em sua posição politica, mas muito mais além.

“O grande problema do conhecimento não é a ignorância, mas ilusão de tê-lo” (Stephen Hawking).

Desculpe, mas o entendimento eclético dos meus ARTIGOS e LIVROS publicados exige uma educação qualitativa diferenciada, incomum a grande massa, mas continuo sendo um sonhador.

 

CompartilheNas redes sociais
Outros ArtigosDo dia 22 de January de 2014