Você está em:
Postado há 0000-00-00 00:00:00

Empresa e Contador, uma Perfeita Simbiose.

As empresas optantes do Sistema Simples, Lucro Presumido, Lucro Real, Lucro Arbitrado

Normal 0 21 false false false PT-BR X-NONE X-NONE

Introdução

 

As empresas optantes do Sistema Simples, Lucro Presumido, Lucro Real, Lucro Arbitrado, inclusive as Isentas e Imunes, passam por transformações que exigem uma postura e processo decisório inigualável.

Os responsáveis pela gestão empresarial inclusive os que direta ou indiretamente contribuem para o sucesso do empreendimento estão atônitos diante das inovações tributárias e das adequações internacionais, deixando claro que sua capacitação e qualificação prescindem do retorno á academia, ou mesmo um up grade a sua formação profissional.

O momento econômico mundial em face das crises existenciais no universo da economia globalizada, onde somente a CHINA está se destacando, a leitura desse cenário exige uma postura profissional diferenciada, onde a existência do CHA (Competência, Habilidade e Atitude) é preponderante no sucesso de qualquer atividade econômica.

Gestores e profissionais devem retornar a academia para proceder a sua atualização, sob pena de oferecer maior RISCO a sustentabilidade e continuidade do empreendimento.

Com a transformação em decorrência da mudança do cenário atual e as perspectivas para cenário futuro exigem maior capacitação e qualificação dos profissionais, o que notadamente devemos avaliar e analisar os fatores qualitativos de sua competência, habilidade e atitude.

O desenvolvimento da economia depende de diversas variáveis existentes, mas notadamente dos gestores e profissionais envolvidos que fatalmente deverão responder civil, penal e criminalmente por quaisquer delitos que venham a participar, e creiam isso é uma evidência.

Os fatores ameaçadores são vorazes e letais, onde qualquer ação dúbia, inábil ou mesmo inepta resultará num ônus muitas vezes insuportáveis que poderá prejudicar sensivelmente qualquer gestão empresarial, seja de empresa de qualquer tamanho ou forma, pois numa economia globalizada o ERRO é um luxo que não se deve cometer.

Nesse momento a leitura dos meus livros e artigos, representam conhecimentos globalizados derivados de uma educação diferenciada, assim como para seu pleno e irretocável entendimento exige-se similar educação.  

 

Empresa

 

Diante desse novo cenário econômico, as empresas devem ser flexíveis em suas ações e quaisquer gestores ou profissionais devem primeiramente proceder a um DIAGNÓSTICO EMPRESARIAL detalhado, após sua elaboração identificará com facilidade os pontos FRACOS e FORTES de sua gestão.

Devemos observar que as práticas débeis e fúteis dantes praticadas na busca de sonegação de tributos e de encargos devem ser esquecidas e analisadas qual o RISCO que essas práticas hão de interferir na sua gestão futura.

Lembre-se você pode até esquecer os indébitos cometidos, mas o FISCO tem o direito de avaliar e analisar os fatos cometidos de conformidade com o que está inserido na legislação tributária, pois a perca e a perecividade do direito se exaure após 5 (cinco) anos, em contagem ininterrupta.

As ações derivativas de sua gestão que tenham transgredido os ditames legais podem ser objeto de fiscalização, autuação e consequente cobrança administrativa e em seguida judicial.

O sistema informatizado registra e mensura quaisquer fatos que atentem sobre os bons costumes e principalmente aqueles que ferem a legislação pertinente, até a mesmo a ambiental.

A exigência da elaboração e acompanhamento do PES – Planejamento Estratégico Sustentável se torna uma exigibilidade de qualquer empreendimento que sejam administrados por gestores e profissionais que vislumbrem uma responsabilidade profissional exequível.

Acredita-se que os resultados positivos esperados pelos investidores derivam de sua ação contratual junto a gestores e profissionais que devem possuir tais credenciais para sua credibilidade.

Mesmo com tais credenciais qualitativas o RISCO deve ser plenamente calculado em qualquer circunstancia, principalmente quando a contratação de profissionais for procedida por meios inapropriados.

Qualquer cidadão tem o direito e a liberdade de empreender, mas os resultados positivos esperados derivam de sua qualidade e capacitação profissional.

Vivaldinos e oportunistas podem se dá bem temporariamente, até que o sistema o identifique a exija postura de conformidade com a legislação, eis o segredo daqueles que tem hábito de constituir pequenas empresas com a nítida visão de adentrar a seara da sonegação fiscal.  

 

Profissionais

 

Os profissionais que assessoram empresas, principalmente o profissional de Contabilidade, que sofreu significativas alterações com a alteração da Lei 6.404/76, a inserção da Lei 11.638/07, 11.941/09, MP 494/09, e 12.546/11, e ainda normativos e postulados emitidos por órgãos competentes (CPC, CFC, IBACON, CVM, BCENTRAL, SEGUROS e demais), estão envolvidos num processo qualitativo que representa a sua continuidade e sustentabilidade no seu exercício laboral.

É bem verdade que muitos desistiram e outros desistirão, mas sempre digo que a profissão de Contador é destinada a seres especiais estrela de quinta grandeza, mesmo sabendo que a reciprocidade pecuniária não acontece satisfatoriamente.

As inovações tecnológicas tributárias estão submetendo gestão empresarial e profissionais de contabilidade a uma situação que exigem transparência e controle interno pautado num constante DIAGNÓSTICO EMPRESARIAL e o acompanhamento avaliativo do PES, junto à comparação e identificação de fatos na análise dos Demonstrativos Contábeis e Financeiros para que sejam agregados as melhorias continuas suplementares.

O EFD - Escrituração Fiscal Digital, o SPED – Serviço Público de Escrituração Digital com todos os seus seguimentos, a certificação digital, o ponto eletrônico, NF- e, CT- e, NS- e, o Banco de Balanço e redunda na Auditoria Eletrônica, essas inovações representam um grande diferencial na gestão empresarial.

O ERRO, DOLO e a INCONSISTÊNCIA CONTÁBIL, são atos lesivos que podem ser praticados na escrituração contábil quando a mesma não atendo os pronunciamentos do CPC e a adequação internacional da contabilidade no tocante a obediência aos princípios, transparência e controle interno.

“Muitas vezes nós somos nossos piores inimigos ao construirmos estupidamente obstáculos na trilha que conduz ao sucesso e a felicidade”(Luis Binstock)

Ao ler Og Mandino, no seu livro intitulado “A Universidade do Sucesso” o mesmo cita as dez causas mais comuns do fracasso, as quais passo á enumera-las:

1)    Aquele velho truque de por a culpa nos outros;

2)    Tendência imediata de se culpar;

3)    Não ter objetivos;

4)    Escolher objetivos errados;

5)    Escolher atalhos enganosos;

6)    Escolher a longa estrada;

7)    Negligenciar pequenas coisas;

8)    Desistir cedo demais;

9)    Relembrar fardo do passado;

10) A ilusão do sucesso.

Deixa-me bastante preocupado, profissionais e estudantes que não tem o hábito da leitura, isso deve inibir seu pensamento críticos sobre s fatos e trava o seu raciocínio lógico, necessário na avaliação e mensuração das alterações do patrimônio.

 

SIMBIOSE

 

Na economia globalizada, gestores e profissionais de contabilidade devem se interagir na busca de resultados positivos plenamente planejados, e visando minorar RISCO que está presente em todas as ações estratégias do empreendimento.

Nessa oportunidade a busca de conhecimentos específicos e gerais é fundamental para dar o equilíbrio necessário à gestão, e o uso de recursos racionais devem buscar a sustentabilidade e a continuidade da atividade operacional da gestão empresarial.

É bem verdade que não está fácil, mas a mobilização se torna fundamental para que os objetivos sejam alcançados.

A carga tributária associada a custos trabalhistas e previdenciários representam e garfam grande parte da lucratividade das empresas, devemos entender que qualquer empreendimento deverá também reduzir os agravos sociais, mantendo a sua responsabilidade social e ambiental diante do quadro social.

Quica o governo possa reduzir esses custos, mas não devemos acreditar nessa hipótese, qualquer ação deve refletir na customização e em seguida na precificação, influenciando consideravelmente no faturamento das empresas e em seus resultados.

 

CONCLUSÃO

 

Esse artigo e os demais por mim escritos quinzenalmente chamam atenção dos gestores e profissionais na busca de atentar para sua educação continuada de qualidade, cujo resultado seja mensurado na sugestão objetiva de suas atividades e funções.

Se não houver melhorias na qualidade do exercício dessas atividades dificilmente teremos condições de alcançar resultados positivos nas empresas e seremos fatalmente engolidos por profissionais estrangeiros ou mesmo de empresas que tem uma educação diferenciada.

Estou ciente que muitos profissionais e empresas não terão condições de suportar momento econômico que estamos passando e o futuro será ainda mais exigente.

 

BIBIOGRAFIA

 

1)    Contabilidade - Coletânea de Artigos N.o.1, Editora Fortes, Da Costa Elenito Elias

 

2)    Contabilidade -  Coletânea de Artigos No. 2,  Editora Fortes, Da Costa, Elenito Elias

 

 

3)    TRANSPARÊNCIA, Editora Fortes, Da Costa, Elenito Elias e demais.  

CompartilheNas redes sociais
Outros ArtigosDo dia 11 de June de 2012