Você está em:
Postado há 0000-00-00 00:00:00

Real deve ter maior alta em 11 anos até o fim de 2010 , diz banco

O real já subiu 27% neste ano, mais do que todas as demais 171 moedas monitoradas pela Bloomberg.

O real deve subir 18% até o final do ano que vem com a disparada das exportações para a China e o crescimento dos fluxos de capital externo para investimento no mercado acionário brasileiro, segundo o banco Standard Chartered, que tem previsto as valorizações da moeda com maior precisão.

O câmbio deve terminar 2009 a R$ 1,80 por dólar -atualmente, a moeda americana vale R$ 1,8236- e alcançará R$ 1,55 por dólar por volta de dezembro de 2010, no que será a sua maior elevação em 11 anos, de acordo com o banco, sediado em Londres, no Reino Unido.

O real já subiu 27% neste ano, mais do que todas as demais 171 moedas monitoradas pela Bloomberg.

O aquecimento da demanda por açúcar, café e suco de laranja brasileiros ajudou o superávit comercial do país a crescer 16% entre janeiro e julho deste ano, quando a China suplantou os EUA como o maior mercado das exportação do Brasil, segundo o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

As receitas em dólar deverão esvaziar o efeito dos esforços do Banco Central em deter o avanço do real por meio de compras de divisas, diz Mike Moran, estrategista cambial sênior do Standard Chartered. "Teremos um volume impressionante de comércio entre o Brasil e a China", afirma Moran.