Você está em:
Postado há 0000-00-00 00:00:00

Mercado mantém expectativas para inflação em 2008 e 2009

..

O mercado financeiro continua com a expectativa para inflação neste ano abaixo da meta de 6,5% elaborada pelo governo. Segundo o Relatório de Mercado (Focus), elaborado pelo Banco Central (BC), a previsão dos analistas para o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) permanece em 6,39% para 2008, a mesma da semana passada. Para 2009, os especialistas mantêm a aposta da semana anterior, de 5,20%. Para os próximos 12 meses, a média das expectativas passou de 5,37% para 5,40%.Apesar de um pouco divididos diante do cenário inflacionário e das preocupações quanto aos efeitos da retração da economia mundial no câmbio e na demanda interna, na média os analistas mantêm a aposta de que o Comitê de Política Monetária (Copom) irá manter a taxa básica de juros em 13,75% ao ano, na última reunião do colegiado neste ano, em 9 e 10 dezembro. Para 2009, o mercado manteve em 13,31% a previsão para os juros. Já a previsão para a meta de juros média em 2008 e 2009 também foi mantida em 12,59% e 13,75%, respectivamente, pela terceira semana consecutiva.O mercado aposta que o dólar encerre 2008 e 2009 cotado a R$ 2,10, a mesma previsão da semana passada. Já a expectativa para a taxa média do câmbio subiu um pouquinho - de R$ 1,79 para R$ 1,80 neste ano e de R$ 2,05 para R$ 2,08 no próximo.Balança comercialA previsão para o saldo da balança comercial em 2008 diminuiu de US$ 23,78 bilhões para R$ 23,60 bilhões neste ano - a terceira semana seguida de previsão de queda. No entanto, em 2009, a estimativa de superávit subiu de US$ 13,32 bilhões para US$ 13,71 bilhões.A balança comercial registrou exportações de US$ 3,355 milhões na terceira semana deste mês, entre os dias 17 e 23, e importações de US$ 3,673 milhões, segundo dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Nessa corrente de comércio, que somou US$ 7,028 milhões, houve déficit de US$ 318 mil.Na segunda semana de novembro, o saldo foi positivo, US$ 734 mil, com US$ 4,356 milhões em exportações e US$ 3,622 milhões em importações. Nas três semanas do mês, o superávit é de US$ 893 mil, com a soma de US$ 11,875 milhões em exportações e US$ 10,982 milhões em importações. Já a projeção para o déficit em conta corrente manteve-se em US$ 30 bilhões para 2008 e caiu para US$ 30,03 bilhões para 2009. O Investimento Estrangeiro Direto (IED) segue com previsão de US$ 35 bilhões em 2008 e de US$ 25 bilhões em 2009.A expansão do Produto Interno Bruto (PIB) para este ano deve ficar em 5,24%, ante 5,23% da semana passada. Para 2009, a estimativa também foi mantida em 3% -a mesma taxa há três semanas. A expectativa para a relação da dívida do setor público sobre o PIB recuou de 39,04% para 39% neste ano, e permanece em 38% em 2009.