Você está em:
Postado há . Atualizado há

Administrar é fina arte

Quem estuda e pratica administração consegue enxergar longe, pois desenvolve pensamento estratégico e enxerga além das obviedades e para uma construção do futuro.

Fonte: O Autor

Quem estuda e pratica administração consegue enxergar longe, pois desenvolve pensamento estratégico e enxerga além das obviedades e para uma construção do futuro.

Os administradores pensam a longo, médio e curto prazo, conseguem determinar prioridades e mais do que isso, atuar para que as mesmas aconteçam, pois quem quer fazer tudo acaba fazendo nada.

Ser autodidata é característica de bons administradores e os mesmos devem ser eternamente curiosos em busca de novas alternativas e novos horizontes. Mais do que isto os administradores devem enxergar além e buscar alternativas.

Vimos que o Brasil nos últimos tempos foi presidido por pessoas com formação em direito, economia, engenharia, medicina e que nunca tivemos um presidente da nossa área, isto é, administração.

Nos últimos tempos temos assistido a uma inapetência para a presidência do país e percebemos que a crise está cada vez mais nos colocando numa situação difícil e tudo que foi prometido no calor da campanha não condiz com a realidade vivida por todos.

Pena que a oposição não está ocupando os espaços e mostrando a que veio e nós pobres mortais estamos entre a cruz e a caldeirinha e não conseguimos verificar como sairemos deste caos.

Administrar é saber que devemos enfrentar bons e maus momentos e que também precisaremos nos reinventar para que não fiquemos paralisados perante as crises e momentos difíceis.

Cabe aos administradores se unirem para que o país possa avançar no sentido de achar novas soluções para velhos problemas e para que a corrupção não seja a regra e sim a exceção.

Administrar um país assim como uma empresa necessita de pessoas com competências, habilidades e atitudes.

Competências para tomar caminhos e se desviar daqueles que não deram certo. Caminhos para buscar novos conhecimentos e aceitar críticas que nos façam repensar e mais do que isso, refazer as estratégias e encontrar novas soluções.

Habilidades para entender que por mais que tenhamos conhecimentos devemos nos relacionar bem com pessoas e com a equipe.

Atitudes éticas e com sensibilidade para entender que a humildade é um dos caminhos para que possamos buscar bons exemplos e que possamos transforma mentes e almas.

Administrar é uma fina arte que demanda competências, habilidades e atitudes e precisamos mais do que nunca de um presidente com características de administrador.

Robson Paniago é doutor em Ciências Empresariais pela Universidad Del Museo Social Argentino, mestre em Administração pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, especialista em Marketing pela Escola Superior de Propaganda e Marketing - SP e Graduado em Administração pela Universidade São Marcos - SP. Atualmente é professor da IBE-FGV.

CompartilheNas redes sociais
Outros ArtigosDo dia 23 de November de 2015