Você está em:
Postado . Atualizado à

6 dicas para empreendedores arrumarem a casa para o novo ano fiscal

Dica número #5: tome cuidado com acordos informais

É hora de arrumar a casa para 2017. Para empresas, resolver os assuntos referentes a funcionários e consumidores não é o bastante, é preciso também cuidar da saúde fiscal da companhia, para começar o novo ano com o pé direito.

Embora arrumar a casa seja uma necessidade, é normal que, às vezes, o empreendedor não saiba por onde começar. Pensando nisso, a Arquivei, startup que fornece sistema online de gerenciamento automático de notas fiscais, com ajuda do consultor Daniel Erthal, preparou uma lista com dicas para deixar tudo certo para o novo ano fiscal:

1 - Tenha orçamento já nesse início do ano

Fez o balanço de lucros e dividendos, escriturou tudo certo e acha que o trabalho está pronto? Nada disso! É necessário ter um orçamento para o incício deste ano, isso porque sempre há o aumento de despesas, seja por conta do dissídio ou custo com fornecedores, e trabalhar com uma previsão é importante.

2 - Faça reuniões periódicas de orçamento

Antes de gastar, é sempre importante saber o quanto você tem no bolso. Um bom planejamento é importante, mas acompanhar os resultados também é essencial para não perder o controle no meio do caminho. Deste modo, começar a fazer reuniões periódicas é uma boa alternativa para você ter sempre ciência de quanto a sua empresa tem em caixa, no que o dinheiro está sendo gasto e em quais instâncias é possível economizar ou aplicar melhor os recursos.

3 - Crie comitês por área

Para médias e grandes empresas é difícil manter controle sobre todas as áreas dentro de uma companhia. A criação de comitês que representam cada um dos setores pode resolver esse impasse e ajudar no gerenciamento do orçamento. Nas reuniões, cada representante pode dar voz às preocupações, questões e dúvidas de cada área, assim melhorando a comunicação no ambiente de trabalho e evitando gastos e desperdícios desnecessários devidos à má gestão ou má comunicação.

4 - Planeje-se a longo prazo

É importante estar focado nas operações atuais, mas mais importante ainda é saber onde se quer chegar. Por isso, é interessante possuir um plano à longo prazo. Cinco anos é uma boa base. A elaboração desse planejamento é necessário porque ele direciona a empresa para oportunidades e situações que são oportunas para os objetivos da companhia. A chave para manter a inovação é ter um grupo, mesmo que informal, para discutir ideias e projetos, assim você terá pessoas com quem partilhar ideias e não deixar que o plano seja esquecido.

5 - Tome cuidado com acordos informais

Manter os funcionários motivados é um dever do empregador, mas é sempre preciso tomar cuidado. Acordos informais que acabam resultando em bonificações, prêmios, ou qualquer outra situação que envolva ganho de dinheiro merece ser examinado e devem ser feitos de maneira bastante consciente e formalizados. Isso porque, no caso do funcionário ser demitido, ele tem direito a receber seus direitos trabalhistas com base em tudo o que ele ganhou, o que inclui os ganhos informais dentro da empresa.

6 – Crie uma rotina

Relatórios são sempre chatos, mas serão cobrados no caso de fiscalizações. Portanto, criar uma rotina de preenchimento de planilhas, de acordo com o que é exigido pela Receita Federal, evitará prejuízos e dor de cabeça futuramente.