Você está em:
Postado há . Atualizado há

Uma breve reflexão do brasil colônia de 2019/2022

O País só se desenvolve conforme os investimentos realizados nos fatores econômicos, e que dependem exclusivamente de uma EDUCAÇÃO DE QUALIDADE

“Em pleno século XXI e em plena era da inteligência artificial, usamos a mesma política do CIRCO e PÃO, não acredito que trará resultados positivos, pois o ABISMO social é profundo.”

O País só se desenvolve conforme os investimentos realizados nos fatores econômicos, e que dependem exclusivamente de uma EDUCAÇÃO DE QUALIDADE na formação de seus profissionais, e depõem contra essa verdade a existência de fatores degenerativos na formação de valores e princípios de elementos inseridos nos PODERES CONSTITUÍDOS, já que a vida dessa sociedade está BURRAMENTE atrelada a um SISTEMA POLÍTICO ANÁRQUICO.

Já se comprova que o PROBLEMA DO BRASIL é uma Constituição Federal atrelada a costumes sociais paternalistas que visa controlar uma manada domesticável.

Tratar um político corrupto e um empresário desonesto que buscam se locupletar do Erário é um crime hediondo cuja pena máxima deve se estender a todos os seus bens e toda sua prole, inclusive com banimento ou abreviamento do seu encontro com o concorrente divino.

Acredito que o Plano Econômico deve ser traçado considerando o Brasil em duas divisões, NORTE, com todas ás suas variáveis e SUL, com suas características naturais, mas ambos focando os DIREITOS SOCIAIS e buscando o Mercado Externo.

Os investidores estrangeiros só aportarão o seu Capital de houver a comprovação de garantias, e diante dessa instabilidade social, política e econômica por maior que seja a TAXA remuneratória, ela inibe a decisão de obtenção de ÁGIO dos investidores.

É provável que o ano de 2018 decorrido á Copa do Mundo, e em seguida as Eleições, neste citado ano mostrará o abismo social, político e econômico que vivenciamos, deixando o governante futuro, se eleito, responsável para proceder as REFORMAS necessárias para a inserção da estabilidade social, política e econômica.

Um país em que seu povo só se lembra de um símbolo nacional (Bandeira) em evento esportivo mundial (Copa do Mundo) em detrimento ao seu Dia da Independência (07/09), tem muito que aprender sobre patriotismo, cidadania, soberania, valores e princípios, e só a educação poderá lhe ajudar, mas prescinde de investimentos focados.

Um país em que o Governo corrupto se mantém no poder, com um índice de impopularidade elevada, devidamente apoiada NÃO PELO POVO, mas sim, pelos seus companheiros de facção criminosa.

Observamos que nenhum dos pretendentes ao Palácio do Planalto em 2019, não tem um PROGRAMA ECONÔMICO, SOCIAL, E POLITICO, RACIONAL e sim ideias e sugestões impactantes, mas que não trazem uma logística racional executável.

O Eleitor por mais que conheçamos a sua limitação e necessidades básicas, sabe que representa a cereja do bolo após a Copa do Mundo, e os candidatos sabem que os fatores sociais registrados e em plena evidência depõem contra a sua existência, e que para obter o VOTO até mesmo dos néscios, deve INVESTIR solidamente, já que não tem bom programa de governo.

Vejo com ceticismo essa situação, e com bastante preocupação o futuro dessa geração diante do quadro social que a vitima, mas, me declino a observar os acontecimentos e os comparo com outros países, dentre eles a CHINA, que muito se assemelha ao BRASIL, e que poderia adotar o Plano Econômico de Deng Xiaoping, utilizando as peculiaridades dos sistemas atuais.

“Devemos entender que o VOTO é o único recurso que deve separar o BRASIL da miséria social e o BRASIL com futuro promissor, que trará o progresso evolutivo para as gerações futuras.”

AUTOR: ELENITO ELIAS DA COSTA, um ser com educação diferenciada.

CompartilheNas redes sociais