Você está em:
Postado há . Atualizado há

O Brasil tem solução

O voto é um instrumento da DEMOCRACIA, mas só funciona quando o SISTEMA está equilibrado

“Na gravidade da moléstia, devidamente comprovada e a necessidade de recuperação do paciente, o REMÉDIO deve ser administrado imediatamente, sob RISCO de perecimento.” (Elenito Elias da Costa)

O voto é um instrumento da DEMOCRACIA, mas só funciona quando o SISTEMA está equilibrado, estando em desalinho causa o CAOS INFERNAL indesejável.

A sociedade brasileira ainda não tem um conhecimento básico educacional que a faça escolher o candidato, através do VOTO e esse fato a torna VITIMA de pessoas e de um sistema altamente complexo, que quando se coadunam com os PODERES CONSTITUÍDOS aprisionam uma maioria para se manter no poder.

Quando o grupo que está no poder mantém controle sobre os demais poderes, ou seja, EXECUTIVO, LEGISLATIVO e JUDICIÁRIO, todos, juntos tentam de diversas modalidades de permanecer no PODER, e buscam controlam a maioria através de uma mídia vendida, com a ajuda das limitações da sociedade.

A estratégia é focar na exaustão dos direitos sociais, deixando a massa atônita e perturbada, na vã ideia da necessidade da estabilidade da economia, mesmo que para isso aprovem medidas impopulares que garfem os direitos sociais, já que aqueles que se aproveitam do PODER se mantém intacto.

A grande massa se torna refém de um SISTEMA que a mentem escrava devidamente acorrentada com fortes grilhões, ás estrelas que poderiam se rebelar fica sempre mantida com seus benefícios, evitando qualquer movimento que possam desequilibrar o sistema.

Mas sabemos que até mesmo as estrelas sabem que a conservação de seus privilégios tem um CUSTO que poderá ser no futuro modificado ou alterado não o fazendo no momento em que sua existência tem serventia.

Mas, esquecem que de tanto exaurir direitos sociais, essa massa um dia se transformará em algo que não se pode imaginar qual SERÁ A SUA AÇÃO E ATITUDE nem tão pouco a sua selvageria e radicalismo, podendo gerar um conflito de grandes proporções.

Quando um escravo entende que só mesmo o RADICALISMO poderá lhe satisfazer o resultado é inesperado e poderá vitimar inocentes, mas isso é o sistema.

As eleições que se aproximam NÃO SERÁ A SOLUÇÃO PARA A base da pirâmide, haja vista os nomes dos candidatos em evidência, todos sem exceção tem problemas judiciais, e não resolverão o problema social.

Acredito que a melhor solução no momento em que passa o BRASIL é a INTERVENÇÃO MILITAR, com o afastamento dos PODERES CONSTITUÍDOS e seus representantes e integrantes, IMEDIATAMENTE.

A JUNTA MILITAR deverá punir aqueles que se locupletaram do Erário e seus bens devem ser sequestrados para ressarcir o tesouro nacional, sem prejuízo de sanção criminal e penal dos fatos.

O repatriamento dos bens da Nação deve ser o maior foco, com um hiato temporal das garantias individuais necessárias para a assepsia do SISTEMA, e com alterações (ATO) que possam se integrar a Constituição Federal.

Todos os integrantes dos PODERES CONSTITUÍDOS deverão entregar seus cargos e funções, Prefeitos e Governadores serão indicados, de conformidade com o planejamento nacional.

As REGIÕES (SUDESTE, SUL, CENTRO OESTE, NORTE E NORDESTE), terão seu PDCA especifico levando e considerando suas necessidades e riquezas naturais, mas deverão manter equilíbrio entre elas, que se coadunarão com o Projeto Nacional.

A SOCIEDADE terá seus DIREITOS sociais RESPEITADOS, EXCETO aqueles que dizem respeito á ORDEM E PROGRESSO da Nação.

O PODER MILITAR deverá proceder a ORDEM E PROGRESSO imediatamente, mesmo que seja preciso AÇÃO E ATITUDE VIOLENTA, pois os fins justificam os meios.

A OPORTUNIDADE para esse acontecimento deve ser esse momento, pois inexistirá momento mais propício.

As RIQUEZAS NATURAIS, TERRAS FÉRTEIS e PATRIMONIO NACIONAL devem ser recuperadas sob quaisquer resistências.

“RECUPERAR A ORDEM SOCIAL é uma necessidade imediata, independente de como deve ser executada, pois haverá necessidade de cortar a própria carne e beber o sangue derramado.” (Elenito Elias da Costa)

AUTOR: Elenito Elias da Costa. um cidadão trabalhador brasileiro.

CompartilheNas redes sociais