Você está em:
Postado há . Atualizado há

Devolvam o Brasil para os brasileiros, eis a solução

Qualquer sistema que vive isolado da sociedade tende a se aproximar de Bakunin e Tolstoi

“Quando a credibilidade moral e ética dos Poderes se coaduna com o Kapital através de corrupção e propinas, o país e aqueles que o habitam estão sob perigo voraz e qualquer reforma debilita ainda mais esse lúdico sistema.”

Qualquer sistema que vive isolado da sociedade tende a se aproximar de Bakunin e Tolstoi, e poderá gerar situações de conflitos ainda mais decadentes, ficando impossível um futuro salutar.

A sociedade com sua aparente letargia deixa os Poderes navegar em fatos que aprofunda ainda mais a distância que o legitima junto a sociedade, e um dia poderá acontecer fatos nunca dantes imaginado.

Lembro que quando os programas sociais acolheram os agravos sociais, naquela ocasião amassa se sentia acolhida, mas quando os agravos sociais e os constantes aumentos visam AGREDIR a sociedade, ela poderá reagir de forma lenta, mas um dia poderá acordar e sua reação poderá ser violenta.

É sabedor que há um grupo que se locupleta desse sistema, punindo uma sociedade que está pagando essa conta, mas lembro que países que assim procederam tiveram um dissabor que fatalmente interrompe bruscamente o sistema.

O maior TRIBUTO pago pela sociedade não é ônus pecuniário, mas a incerteza do seu futuro promissor que se coaduna com seu sangue, suor e lágrimas, necessários para a solução do problema.

“Não suje a fonte onde aplacaste a tu sede” (William Shakespeare).

“A inteligência e o caráter é o objetivo da verdadeira educação (Martin Luther King)

A situação onde nosso sistema se encontra, motivado pela existência atual dos representantes dos Poderes, comprova que a distância entre sociedade e seus representantes está totalmente depreciada, e não mais existe a representação que cita a Constituição Federal.

A ruptura existente poderá eclodir um desequilíbrio que não sabemos o que resultará, mas uma certeza devemos ter, não será bom para um dos lados.

Lembro que qualquer desequilíbrio resultante haverá fato positivo e negativo, mas o suportável quantitativo é inimaginável.

“Uma pessoa inteligente resolve o problema, um sábio o previne (Albert Einstein).

“Quem quer não a liberdade e sim o Estado, não deve brincar de revolução.”(Mikhail Bakunin)

“Os ricos farão tudo pelos pobres, menos descer de suas costas” (Liev Tolstoi)

Devemos entender que aqueles que tentam se perpetuar no Poder e se locupletar do Erário, um dia deverá pagar o preço insuportável de sua ação onde talvez sua morte não seja o suficiente.

Quando reconhece que errou e sua ação e atitude não se modificam, de nada adiantou o seu ato e deve pagar o preço de sua afirmativa.

“As revoluções são as festas dos oprimidos e explorados (Vladimir Lenin).

“O povo, e só o povo, constitui o poder da força motriz na criação da história universal (Mao Tse Tung).

A mobilização racional da massa popular deve acontecer sempre que a ameaça o alcance e produza insatisfações, mesmo que sua letargia a afete e iniba sua ação e atitude, pois em qualquer massa heterogenia, haverá sempre aqueles que se mobilizarão para a existência dos acontecimentos.

Não existe massa popular pacata, mesmo a indiferente aparência, poderão eclodir fatos inimagináveis e provavelmente sua ação um dia poderá abalar todo o globo, pois o medo e sua apatia poderá ser um simples hiato necessário para a AÇÃO e ATITUDE necessária.

Uma sociedade oprimida é como uma massa de bolo com fermento quando esquecida ou em presumível repouso, um dia ela deverá explodir, de uma forma ou de outra, eis a questão.

AUTOR: Elenito Elias da Costa, só um ser pensante.