Você está em:
Postado há . Atualizado há

Democracia marginal integra politico similar

“É constante a proporção com que dois ou mais elementos se combinam para formar um CÃO POSTO” (Lei das proporções definidas)”.

Está devidamente comprovado que a Nação que deseja se desenvolver NÃO deve jamais por suas esperanças progressistas em políticos que procuram se locupletar do Erário e fatalmente traem seus eleitores, já que o SISTEMA exige uma postura de ações e atitudes compatíveis com a degradação de valores e princípios individuais.

Há em determinados países uma cultura natural em que a população que recebe uma EDUCAÇÃO e SAÚDE de qualidades inferiores, qualquer que seja esse resultado não trará nenhum benefício que possa conter os agravos sociais.

O grave problema está na CRENÇA que nosso futuro, deles depende isso é um grande erro da população desses países e fatalmente pode levar a situações que nos assemelha no momento.

A gula pelo poder supera a ganância pela moeda, mas sabemos que estão interligadas, o capitalismo como sistema corrompe seus valores e princípios, mesmo aqueles que acreditam ainda possuí-los.

O SISTEMA de uma República Federativa que tem como base a Democracia no seio do Capitalismo é inegavelmente eficaz, mas quando aplicado em determinada Nação que não tenha uma base educacional qualitativa, resulta em deformações que podem macular os conceitos básicos em que foram instituídos, e isso pode deflagrar um sistema derivativa de baixa performance.

Quando os poderes constituídos estão totalmente afetados pelo câncer todos os seus membros são alijados e afeta todo o sistema, penalizando a sociedade organizada que está sendo totalmente vitimada.

A busca de encontrar uma solução para manter esse sistema é totalmente inócua e poderá melhorar circunstancialmente para em seguida agrava o quadro clinico do um doente fatal.

Manter uma colônia com riquezas naturais e terras férteis é fundamental a distribuição de circo e pão e limitação educacional para fazê-los pensar que estão progredindo, mesmo que para isso mantenha um sistema com líderes figurativos.

O CONTROLE do sistema deve manter a sensação de que a Economia está estável, e apresentar certos momentos de instabilidade, com um pouco de escândalo se fazendo necessário para dar a impressão de que os fatos são motivados por CRISES circunstanciais, mas que estão progredindo.

A volatilidade e as oscilações são importantes para atingir esses objetivos e conceder a possibilidade de que o mais inteligente dos escravos pense que está evoluindo.

O fato de possuir bens materiais lhe dá a sensação que está evoluindo, mesmo em detrimento aos seus valores e princípios em declínio, mas o que os olhos veem satisfaz o seu ego.

A seletividade do sistema libera oportunidades somente para os vivaldinos que sabem articular Moeda, Poder e Oportunidade, mesmo que para isso deva isolar a massa de manobra que fatalmente pagará a conta, já que ainda acreditam nesse sistema que se alimento do sangue dos vassalos.

Manter a mediocridade da colônia é fundamental, e deixa-los pensar que poderá um dia adentrar numa sociedade de primeiro mundo é economicamente viável e melhora o ágio dos investimentos, mesmo sabendo dessa impossibilidade.

O escravo sempre pensa em liberdade, mesmo não sabendo o que fazer quando obte-la, é dessa sensação que o sistema se alimenta, pois seu esforço para se livrar dos grilhões que o acorrenta, o vitima mais ainda.

A sensação de que tem liberdade alimenta o sistema democrático e lhe causa efeitos alucinógenos de que é dono de seu nariz, ledo engano, mas funciona como regulador.

Manter a colônia com a seus sintomas de desequilíbrio concede a possibilidade de que os escravos devem participar dessa mudança e na oportunidade poderá surgir um elemento equalizador, mas devidamente adestrado para manter o controle.

Político não é profissão é somente um elemento indicado pelo sistema para conter os insatisfeitos, e dá a possibilidade que você tem algum controle, mas totalmente ilusório, mas eficiente.

Devemos entender que:

“Voto, poder, ágio, liberdade, riquezas, bebidas alcoólicas e drogas, têm propriedades alucinógenas, alguns desses vícios tem cura, outros não”.

AUTOR: ELENITO ELIAS DA COSTA, só um ser com educação diferenciada.

CompartilheNas redes sociais