Você está em:
Postado há . Atualizado há

Uma reflexão sobre o futuro de empresas e do profissional no Brasil

O quadro atual em que se encontra o Brasil, e o futuro que nos espera nos obriga a entender que não será tranquilo

“Devemos entender que a CRISE inserida em todos os seguimentos sociais gera incerteza num futuro promissor, mas isso depende da influência de sua CAPACITAÇÃO e QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL, NA BUSCA DE CONTER A AGRESSIVIDADE DESSA CRISE” (Dra. Lilyann M. da Costa e Elenito Elias da Costa).

O quadro atual em que se encontra o Brasil, e o futuro que nos espera nos obriga a entender que não será tranquilo, já que os indícios que o origina nos parece altamente fragilizado e em declínio caso não sejam tomadas as AÇÕES e MEDIDAS necessárias para conter a negatividade que nos avizinha.

É fato que estamos vivenciando um momento delicado e peculiar em nosso solo, onde a palavra CRISE se notabiliza, deixando um cenário de um futuro discutível.

Sabemos que as MEDIDAS adotadas relativas aos AJUSTES hão de exigir sacrifícios e situações peculiares da sociedade, e isso tem um elevado preço, pois diante do momento atual essa massa populacional já não dispõe de recursos ou mesmo paciência para acatar com naturalidade esse UP GRADE HELL.

Estamos cercados por situações que vitimizam a sociedade, e o mais gritando é que não dispomos de alternativas plausíveis para combater ou mesmo para amenizar o tamanho desse esforço.

Diante desse cenário de incertezas, é factível entender que devemos rever o PLANEJAMENTO EMPRESARIAL e o PLANEJAMENTO PROFISSIONAL de todos os envolvidos nesse cenário, e o mais gritante é que não podemos perder tempo em encontrar o causador desse embuste, pois o custo desse hiato temporal penaliza a busca da solução.

Acreditamos que somos todos CULPADOS, já que entregamos o nosso destino a um grupo que não tinha e nem tem nenhum compromisso com a sociedade e seus agravos, pois sabíamos que pelos indícios que o desastre o caos ou mesmo a catástrofe eram factíveis diante do RISCO que hoje se concretiza e ameaça inclusive a geração futura, se houver essa geração.

O preço que devemos PAGAR é realmente elevado e a nossa OMISSÃO, INEPCIA, NEGLIGÊNCIA e IMPERÍCIA tem um ônus pecuniário que fatalmente eclodirá um espécime descrente e que jamais deveremos entregar o destino de qualquer Nação nas mãos de pessoas sem valores, sem princípios e sem nenhum compromisso com o social, tonando-se INIMIGO DA NAÇÃO esses citados profissionais.

PROFISSIONAL (ADMINISTRADOR, CONTADOR, ADVOGADO E DEMAIS)

O futuro só lhe trará os benefícios sociais se buscar a sua CAPACITAÇÃO e QUALIFICAÇÃO profissional, diante do quadro que o vitimiza, pois inexiste outra opção.

O ensino superior, sua especialização, a busca da diferença, é fator determinante para que possamos manter a competitividade diante da seletividade que o mercado laboral exige em face da economia globalizada, pois as empresas hão de exigir muito mais do profissional que busca emprego ou mesmo sua recolocação no mercado laboral, sabendo que sua remuneração não deve ser a tônica, mas sim a sua continuidade e estabilidade nesse mercado.

Observamos que a cada momento a exigência se torna maior, e a remuneração menor, mesmo naquelas profissões que se geram responsáveis técnicos obrigacionais, mas sua contratação exige melhorias acentuadas e não mais aquela ortodoxia que o original e aquele que assim não entender pagará um preço elevado por sua limitação, e isso independe da relação que norteia a contratação.

O profissional autônomo deve demonstrara sua competência EVERY TIME ou simplesmente poderá ficar descartável, pois o sistema assim exige e caso negligencie essa fato poderá facilmente ser atropelado pelo mesmo sistema que o alimenta e o mantém.

Aqueles que negligenciam o UP GRADE obrigatório, já não pertencem mais aquele classe de profissionais, pois sua inscrição que o intitula nãos se coaduna com a exigência que o MERCADO LABORAL exige e isso compromete a sua estabilidade que pensava ter e mantinha a sua relação.

Lamento mas o mercado de seu labor também está globalizado e novas exigências se inseriram nesse mercado, desde uma análise profissional transparente de seu cliente, com foco em melhorias que possam solidificar a relação contratual, e sempre se retroalimentando.

Não tenho dúvidas que muitos contratos serão alijados e maculados em sua essência, ou mesmo Breack Off, pois o momento assim o exige, mas de nada adiante se penalizar e sim entender que isso é parte de um grande sistema de economia globalizada.

No Brasil poucos profissionais estão adequados a atender o mercado atual derivativo dessa economia globalizada, pois a solução exige o retorno à academia para se aperfeiçoar ou simplesmente sua contratação ou mesmo renovação contratual estará seriamente afetada.

Ressalto que até mesmo o Governo tem seus agravos a serem contemplados, e é puramente cristalino entender que depositar seu sucesso profissional na mão de POLÍTICOS ou seres fantasiosos ou similares é no mínimo insano e estúpido, pois seu FUTURO depende única e exclusivamente de VOCÊ e isso não é negociável.

Aquele que não estiver preparado para atender a esse mercado laboral exigente fará parte de outro tipo de estatística, denominado de estorvo social.

EMPRESAS

As empresas de todas as formas e tamanhos devem e adequar a esse novo mercado, onde a exigência da transparência e do controle interno são recursos mínimos necessários, onde passa por uma MUDANÇA cultural e educacional do gestor empresarial.

O sistema exigirá maior criatividade e o retorno de qualquer investimento passa obrigatoriamente por um mínimo hiato temporal, onde a margem de qualquer lucro projetado acontecerá numa escala mínima suportável para retroalimentar o giro rápido dos estoques.

Os investimentos devem ser previamente estudados e considerar a legitimidade do fator RISCO dessa relação, pois com a inexistência de limitações alfandegárias o produto deve atender ao cliente final em toda a sua essência, pois o foco em preço sem qualidade vitima o processo e poderá deixar sequelas que hão de influenciar os agentes da relação comercial.

Os Governos e fisco, estarão sempre atentos a qualquer nicho de mercado que desestabilize o sistema ou mesmo o ameace, lembro que a seletividade da Receita Pública está diretamente ligada ao processo de escambo, principalmente aquele que pode gerar indébitos fiscais.

O tributo advindo da opção tributável do sistema, sempre buscará celeridade em suas relações e manterá o foco arrecadatório, vitimando aqueles que tentem alquimias ou químicas que possam nebular a regularidade dessa equação sistêmica.

Mas sempre dependerá da qualidade da PERFORMANCE DOS PROFISSIONAIS que se inserem nas relações, ou seja, quão mais antenados e capacitados melhor impacto poderá resultar.

CONCLUSÃO RACIONAL

Qualquer que seja o tamanho do investimento na busca de se EDUCAR UM PROFISISONAL, ele sempre terá o retorno do seu investimento, mas depende de seu entendimento no momento atual, haja vista que nenhuma outra ajuda poderá esperar de qualquer governo, ENVOLVIDO na relação direta ou indireta.

Ressalto que uma NAÇÃO se faz com homens e mulheres profissionais altamente qualificados, assim como os AGRAVOS se notabilizam diante da ausência desse entendimento.

Você é o profissional que deseja SER, mas tudo depende de sua ação NO TEMPO PRESENTE, pois o futuro promissor nessa equação compreende o resultante desse esforço.

Entendeu agora que todo o nosso destino e futuro só depende de nós, e não de terceiros mesmo inseridos em nossa relação.

A leitura dos nossos ARTIGOS, LIVROS, e dos ouvintes de nossas PALESTRAS, representam fatores aglutinadores que poderão lhe ajudar a fazer essa diferença que o mercado exige, mas tudo depende de VOCÊ.

Bibliografia:

Contabilidade No.1, Editora Grupo Fortes, Elenito Elias da Costa

Contabilidade No.2, Editora Grupo Fortes, Elenito Elias da Costa;

TRANSPARÊNCIA, Editora Grupo Fortes, Elenito Elias da Costa e demais autores.

ARTIGOS publicados, do Prof. Elenito Elias da Costa e da Dra. Lilyann M. da Costa.

AUTORES:

Dra. Lilyann Menezes da Costa, advogada, assessora jurídica, pesquisadora, escritora, somente uma profissional diferenciada.

Elenito Elias da Costa, contador, auditor, assessor empresarial, analista econômico e financeiro, professor universitário, pesquisador, escritor, palestrante, mas somente um profissional educador diferenciado.

CompartilheNas redes sociais
Outros ArtigosDo dia 29 de November de 2016