Você está em:
Postado . Atualizado à

Dicas para profissionais que desejam a resiliência

No mercado corporativo ouve-se muito a palavra resiliência. Mas o que é resiliência?

No mercado corporativo ouve-se muito a palavra resiliência. Mas o que é resiliência? É acumular energia quando exigidos ou submetidos a estresse sem ocorrer ruptura. Por exemplo, quando uma mola sai da sua situação natural, passa do limite e volta ainda mais forte, resistente.

Imaginemos um deserto com quilômetros sem enxergarmos nenhuma criatura viva e, depois de horas andando, encontramos uma única flor: ela é resiliente, ela resistiu ao ambiente, foi forte, adaptou-se. É um termo utilizado para designar a capacidade que um sistema tem de se adaptar e se sobrepor diante de adversidades e traumas, com o máximo de inteligência, saúde e competência possível.

A resiliência é uma competência que faz toda a diferença no perfil de um profissional, seja ele líder/gestor ou profissional técnico ou operacional.

Seguem algumas dicas para quem deseja aprimorar ou desenvolver a resiliência:

- ajude a organização e as pessoas a superarem desafios no contexto do ambiente de mudanças;

- tenha coerência em discurso x prática: algo intangível não é saudável para nenhuma organização;

- foque na comunicação clara e transparente, sempre demonstrando a real situação;

- trabalhe a competência resiliência para obter um comportamento resiliente individual e em equipe;

- adote métodos práticos de relaxamento e meditação, contribuem muito para a resiliência;

- procure manter o lar e o ambiente de trabalho em harmonia, pois estes são o “ponto de apoio” para recuperar-se nas situações difíceis e de estresse;

- pratique esporte para aumentar o ânimo e a disposição. Os exercícios aumentam endorfinas e testosterona que, consequentemente, proporcionam sensação de bem-estar;

- separe bem quem você é e o que faz;

- aproveite parte do tempo para ampliar os conhecimentos, pois isso aumenta a autoconfiança e a possibilidade de crescimento;

- transforme-se em um otimista incurável, visualizando sempre um futuro bom;

- apure o senso de humor (para desarmar os pessimistas);

- use a criatividade para quebrar a rotina;

- exime e reflita sobre a sua relação com o dinheiro;

- permita-se sentir dor, recuar e, às vezes, enfraquecer, para em seguida retornar ao estado original;

- torne-se um “sobrevivente” repleto de recursos no mercado profissional.

Sergio Henrique Miorin é professor da IBE-FGV, mestre e especialista em Gestão de Pessoas.

Outras ArtigosDo dia 19 de October de 2016