Você está em:
Postado . Atualizado à

Escrescencia de uma besta brasileira

“Busco conscientemente definir o que nos concede o direito de sermos uma SOCIEDADE, mas a bestialidade da minha raça, una, santa, apostólica, onisciente e onipresente me impede.” (Elenito Elias da Costa).

“Busco conscientemente definir o que nos concede o direito de sermos uma SOCIEDADE, mas a bestialidade da minha raça, una, santa, apostólica, onisciente e onipresente me impede.” (Elenito Elias da Costa).

Procuro entender o BRASIL, pelos olhos da Europa, Ásia, e USA, mas a melhor visão e entendimento só identificados pela ÁFRICA e suas células degradantes me declinam a ter uma melhor interpretação dos fatos que legitimam essa colônia.

Vacino-me bebendo Mayakowysky, Dostoievsky, Bakunin, Rasputim, Mao Tsé Tung, Show en Lay e Xi Jipping (Nihau, Zen Wa), visualizo respeitosamente quando percebo no atual cenário em sincronia com Dante Alighieri, e Dan Brown, mesmo sabendo que muitos não consigam entender por limitações outras e que não podemos culpa-los por sua inconsciência motivada pelo véu que encobre sua educação e cultura.

Procuro beber um pouco de KARL MARX e THOMAS PIKETTY, para entender se há algum fator que caracterize e identifique nossa posição, mas me perco em devaneios que a nada me levam.

Ressalto o que Vladimir Putin, (Privet, Dobroen Den, Assalamu Alayukum Vaassalam), informa que inexiste problemas em nossa colônia, pois tudo poderá ser resolvido em curto espaço de tempo, com o menor custo e despesa, precisando somente de uma DETERMINAÇÃO FATAL e consciente na busca da assepsia determinística.

Uma população que habita um país continental com grandes riquezas e fertilidade precisa de AÇÕES e ATITUDES que possam lhe conceder o direito de se transformar em uma SOCIEDADE, mas lhe falta o básico.

A orfandade dessa população com seus PODRES (digo PODERES) CONSTITUÍDOS identificados e legalizados por uma INConstituição (digo, Constituição) Federal, demonstram quão difíceis será TORAR os grilhões que a aprisiona, haja vista a força do CAPITAL que amarram seus escravos, mas ainda bem que lhe é respeitado o direito ao Pão e o Circo que lhe concedem serem CIDADÃOS.

Lembro que na natureza há um animal chamado HIENA que vive a tomar o que aos outros pertence, mas come excremento fecal e ainda consegue SORRIR.

Haverá um dia em que essa colônia, por não ser atendida em seus básicos agravos social, sua animalidade bestial motivada pelo seu descontrole emocional, eclodirá sua noção básica de sobrevivência e poderá utilizar a violência como resposta á busca para conter suas necessidades.

E, nesse momento nada mais haverá de ser feito a não ser destruir para reconstruir, matar para viver, e tais respostas não serão tão compreendidas pelo mundo globalizado.

Assim entendemos que o mundo é uma bolha, onde tudo se encontra até mesmo os resquícios de nossa insanidade mental.

Tentem ter um BOM DIA, MAS FAVOR EVITAR ROSN

CompartilheNas redes sociais
Outras ArtigosDo dia 06 de October de 2016