Você está em:
Postado há . Atualizado há

Teoria de um néscio

“É plausível a reflexão existencial sobre a diferença entre sociedade organizada e massa social” (autor falecido e não identificado).

Há no globo terrestre comprovadamente uma massa que se diz sociedade federalizada, formada por seres carbonos, que se emocional facilmente com determinados fatos, se deixando levar por uma mídia que doma, adestra, condiciona e corrompe facilmente sua pífia educação, visando o descontrole social, na busca de oportunizar o momento para a inserção de vivaldinos.

O mais interessante é que essa massa tem até CONSTITUIÇÃO FEDERAL, onde todos os seres integrantes de todos os PODERES juram que iram cumpri-la, LEDO ENGANO.

Segundo a TEORIA DO CAOS, o momento mais oportuno é aquele em que a massa está sem um raciocínio lógica, e EMOCIONALMENTE INTRANQUILA, pois seu descontrole emocional se transforma em dividendos políticos para aqueles que assim desejam.

Observe que essa massa sempre foi vítima de momento de oscilações, onde sabemos que apesar de RICO em recursos naturais, possui uma massa sem valores e princípios, podendo facilmente ser utilizada em momento adequado.

É fato que o país em lide, tem território continental e recursos naturais em abundância, mas esse “povo” não precisa saber, pois precisa custear certos momentos inapropriados.

Com poderes frágeis, autônomos entre sí, a oposição procura induzir a massa de néscios na busca de um descontrole social, pois é esse o momento apropriado.

Uma vez idiota, sempre néscio, é um paradigma de difícil correção, por motivos óbvios.

Se, é pobre com RICO recurso, isso comprova sua debilidade sua incompetência, negligência ou imperícia, daí entender que essa massa, precisa de um paladino, não nos moldes que os poderes existentes demonstram, não com essa oposição, não com esses “representantes”, não com esses poderes.

Com mais de 200 milhões de habitantes, esse país, integrante do BRICS, nada aprendeu com esses pares, e parece que a MUDANÇA exige posições firmes, que lamentavelmente os poderes constituídos não podem conceder, motivado por ausência de valores e princípios básicos que embasam esse ser humano.

Com exemplos tão próximos, basta que tenhamos a adesão de um benchmarketing retirados do BRICS, ou ficaram sempre nesse estágio de “emergente”, com cara de ser humano carbono com valores discutíveis, mas sempre idiota.

Ressalto que o referido artigo, não visa identificar o País, “povo”, autoridade, poderes, ou similares, é somente uma peça de ficção idealizada por mente globalizada, com o fito de reflexão alternativa que poderá quiçá, proceder a MUDANÇAS qualitativas, estruturais e reais.

Lembro que no Paragrafo Único do Artigo Primeiro de uma determinada Constituição Federal, cita:

“Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos, ou diretamente, nos termos dessa Constituição.”

Lembro ainda que o referido parâmetro legal é mera fantasia de um visionário de plantão e não deve ser comparado com nenhuma Pessoa Física ou Jurídico, muito menos com um país organizado com uma sociedade educada que habita um país com RICO recurso, portanto é desaconselhável qualquer comparação.

“Se em algum momento você acordou e pensou que é um idiota, por razões óbvias, não se preocupe, volte a dormir, só terminou o horário de verão”.

CompartilheNas redes sociais
Outros ArtigosDo dia 23 de February de 2015