Você está em:
Postado há . Atualizado há

Análise desprovida de fatores emocionais ou apartidários

A PETROBRAS É A MAIOR EMPRESA DO BRASIL, O PETRÓLEO E NOSSO, O PREJUÍZO É NOSSO E O LUCRO NÃO E NOSSO, E ASSIM CAMINHA A HUMANIDADE.

É fato que a PETROBRÁS, há muito tempo vinha sendo assaltada, mesmo antes do Governo atual, por uma dedução lógica, é a maior empresa do Brasil, negociava com as maiores empreiteiras, com os maiores fundos de investimentos, e com os maiores instituições financeiras, que por sua vez investiam dinheiro nas campanhas politicas de diversos políticos e partidos, e isso deverá continuar qualquer que seja o resultado das investigações, pois no sistema atual poderá mudar as figuras, mas o FATO continuará.

Foi por muitos anos, assaltada e isso é de conhecimento comum, pelos motivos acima descritos.

O sistema atual está controlado pelos maiores PARTIDOS POLITICOS, que apesar de fatores adversos, já devem está articulando e reagrupando suas forças.

Em qualquer sistema haverá oscilações derivadas por variáveis intrínsecas e extrínsecas, mas que devem ser analisadas e contidas por fortes emoções, pois só há um fato que ABALA a sociedade brasileira, uma FORTE EMOÇÃO.

A base da pirâmide está assistida mesmo sabendo que a mídia com informações pecaminosas influenciam essa base, mas sabemos que essa base pensa com o BOLSO, haja vista personalizar os agravos sociais.

O ex-presidente do Banco do Brasil será o presidente da PETROBRAS, com sua ficha e seu histórico não devemos esperar alterações significativas, mesmo porque as próximas eleições forma a base para as eleições presidenciais, e sabemos que 2015 e 2016 são anos onde a NECESSIDADE predomina, haja vista a readequação da base de controle econômico exercida pelos três mosqueteiros que já sabemos sempre cumpre o seu papel, principalmente quando ameaça a “coroa”.

As empreiteiras, fundo de investimentos e as instituições financeiras terão suas responsabilidades identificadas, mas sabemos que elas são vitais para o continuísmo da normalidade do sistema e sua respectiva alimentação.

É fato que o QUARTO TRIMESTRE de 2014 deverá conter e mensurar os prejuízos decorrentes da prestação de serviços “ocultos”, e respeitados a TRANSPARENCIA e o CONTROLE INTERNO, possíveis, inclusive com á obediências aos preceitos legais e demais princípios, e mesmo assim ainda sobrará um pequeno LUCRO, mesmo sem a liberação dos bônus, que por sua vez poderão ser reinvestidos e gerar um bônus mais elevado, após o retorno a normalidade decorrido o “incidente”.

As empresas de auditorias expediram seus parecer com ressalvas, mas não ira abalar a base de sustentação, pois o mercado deseja o maior retorno operacional de seus investimentos e inexiste ou local onde poderá encontrar.

A sociedade entende que qualquer mudança agora, pagará um preço mais elevado do que está pagando, veja que o silêncio de órgãos públicos, dos demais poderes e da mídia é só uma questão de “quantum”, no momento em que forem atendidos eles mesmos buscaram justificativas para atenuar o fato e tudo voltará ao normal.

Devemos entender que tudo está devidamente orquestrado e faz parte de alterações, oscilações ou volatilidade do sistema, mas o remédio está sendo administrado.

A massa está devidamente controlada, pois no momento ela está sentindo não o escândalo, mas sim a readequação que interferiu no seu bolso, pois sabemos da limitação da massa e seu feeling.

Os poderes constituídos são sensíveis, e precisam ser atendidos em seus pleitos, daí há de vir o retorno e justificativa da normalidade que se deseja.

Em síntese, podemos identificar que o CONTROLE é essencial para o retorno da normalidade desejada, basta que saibamos “atender” as pessoas chaves no momento oportuno, pois tudo na vida é negociável.

Meus artigos, livros, palestras e projetos se destinam a um seleto público que obviamente tem uma educação globalizada, mas tenho esperança que todos hão de atingir uma educação de qualidade.

CompartilheNas redes sociais
Outros ArtigosDo dia 11 de February de 2015