Você está em:
Postado há . Atualizado há

Problemas na gestão administrativa e financeira

“A globalização e variáveis intrínsecas e extrínsecas depois de adotado o PDCA e em seguida a análise SWOT, e aplicação de suas melhorias devidas, podem minimizar RISCO desses gestores, mas advirto o HIATO temporal é voraz.” (Os autores).

Introdução

A globalização, a majoração de custos e despesas, a concorrência global, a redução de faturamento motivado por um ano atípico, e a gula da máquina tributária, tem elevado o nível de stress desses profissionais, que em sua maioria estão focados somente na contenção do seu fluxo de caixa, deixando grande parte de suas outras responsabilidades a um RISCO que o futuro lhe trará.

É bem verdade que as atribuições e responsabilidades dessa função exigem desse profissional uma performance de grande capacitação e qualificação, que muitas vezes lhe furta e lhe frustra em seus anseios, mas devemos entender que o mundo dos negócios não tem coração, tem objetividade e busca de resultados eficientes.

Determinados gestores vivem desprovidos de valores essenciais que possam lhe conceder a visão de um céu de brigadeiro, estão mais próximos do calor da concorrência divina, que explica que o mercado exige ações urgentes e oportunas para a resposta favorável dos investidores.

Suas ações devem ser implementadas de modalidade planejadas, otimizadas, customizadas e aferidas e avaliadas previamente em seus resultados, daí se faz necessário um estudo profissional e responsável.

Procuraremos a seguir identificar citadas variáveis, para que possam conceder ao leitor uma cristalina visão dos fatos que hão de demonstrar maior clarividência de suas gestões, face, a exigência dos investidores.

É sabido que, desculpas, relatórios explicativos, notas explicativas, pífios resultados, oportunos prejuízos, despesas e custos justificáveis de nada representarão, se o tempo URGE e os investidores ficam atônitos com essa inépcia, negligência e imperícia que lhe causam dissabores e deságios.

Há duas palavras que sempre escrevemos em nossos artigos que são: MUDANÇA e ADAPTABLIDADE, se gestores, investidores e financiadores não estiverem antenados com a exigência da globalização e do mercado atual, perderão ou no mínimo porão em RISCO seus recursos.

Ressaltamos ainda que sua resistência e continuísmos sem antever tais variáveis, também é, saudável para o sistema que por sua vez se alimenta de LOST Kapital derivado por limitações individuais alhures.

Controle Interno

A busca de um exímio controle interno, acompanhado de um planejamento empresarial que demonstra transparência cristalina na gestão minora a certeza de relatórios e demonstrativos contábeis e financeiros mais atinentes e vitais para procedimentos e análise e futuras melhorias, sem obviamente transgredir qualquer aparato legal, quais, sejam, civis, comerciais, ambientais, mercadológicos, tributários, penais e demais legislação que corroboram para uma ação e documentação proba e licita.

A existência de controles tais como:

  1. Custos e Despesas;
  2. Investimentos;
  3. Capital de Terceiros;
  4. Estoques;
  5. Faturamento;
  6. Cobrança;
  7. Customização;
  8. Precificação;
  9. Mercado, local, interior, fora do Estado, fora do País.
  10. Auditorias preventivas;
  11. Assessoria e consultorias jurídicas;
  12. Seguros oportunos
  13. E demais.

Transparência

Toda ação deve ser eivada de princípios legais na sua aplicabilidade, e qualquer outra que não demonstre essa qualidade, pode nebular e induzir a interpretações pecaminosas do fisco e dos investidores.

A máquina tributária está exigindo maios transparência, reduzindo a informalidade e minorando a sonegação, e de conformidade com os atuais preceitos legais, podem apurar responsabilidades que AFETAM empresa, patrimônio e profissionais, mesmo que sua ação seja proporcional ao delito cometido.

A busca de atender o fluxo de caixa, muitas vezes pode levar esses profissionais a práticas nebulosas e momentaneamente sanar uma situação, mas deve ser estudado o RISCO eminente e sua continuidade poderá incapacitar empresas e profissionais.

Base Legal

A responsabilidade de empresas e profissionais envolvidos na ação delituosa, hoje, são facilmente identificáveis, que sejam mensuráveis ou não, daí deveram entender a importância da intangibilidade das ações gestoras e sua evolução.

Chegamos a um momento que é indispensável em qualquer empresa a existência de profissionais capacitados e qualificados e que tenham uma visão holística do todo, pois qualquer limitação representará risco indesejável.

Obrigações tributárias, fiscais, trabalhistas, previdenciárias, ambientais e sociais, estão inseridas no sistema do leão, a prática de atendimentos aos princípios internacionais de contabilidade e de gestão deve demonstrar importância em qualquer gestão, e a assessoria jurídica deve ser sempre acionada em situações especiais, regulares ou não.

A busca de solicitar auditorias, perícias, consultorias, é representativa e precisam ser argüidas oportunamente, para que haja uma reflexão legal e depurativa das ações gestoras.

Mercado

Com o mercado globalizado, não há limites para o produto de qualquer empresa, desde que tenham as condições necessárias para a sua transação comercial, que pode alcançar números expressivos.

A concorrência é um fato limitador para algumas empresas, que não se mobiliza para a rotatividade vital do seu produto, fazendo-se conhecer no mercado utilizando os meios que ele dispõe, fazendo crer que sua limitação poderá inibir acontecimentos vantajosos para o seu investimento.

É verdade que práticas atípicas ainda estão em pleno exercício, mas com identificação mais rápida e relevada pelo sistema, o que nos faz refletir sobre a nossa produção e produtividade nesse mercado.

A busca da eficiência em sentido literal deve ser uma constante, pois a todo o instante seus investidores estudam o melhor a maior ágio para o seu Kapital, mesmo que isso derive de elogios a sua ação, pois a mão que afaga é a mesma que te abate, sem nenhum constrangimento.

Conclusão

No exercício laboral de assessorias e consultorias, administrativas, financeiras, jurídicas, contábeis e demais em diversas empresas de portes e regimes diferenciados, nos fez identificar fatos que obstaculizam essa gestão, mas por outro lado identificamos a necessidade de uma maior capacitação e qualificação de gestores e investidores, pois habitamos um país de diversas riquezas e oportunidades, que nosso concorrente já é sabedor, mas nossa limitação inibe o nosso crescimento.

As lamentações do passado não podem ser validadas no atual sistema globalizado, que inunda nosso mercado co produtos de qualidade com preços e condições diferenciadas e vantajosas para quem os adquire, e seu continuísmos independe de governos, mas sim do potencial de cada gestor e investidor.

O Kapital deve ter uma velocidade necessária e equânime que seja proporcional ao ágio desejado, que muitas vezes lhe surpreende através do ROI, que deve ter um significado mais abrangente, desconstituindo conceitos dantes aplicados, pois o momento exige uma MUDANÇA de pensamento e principalmente uma ADAPTATIBILIDADE obrigatória, ou haveremos de perecer.

Ressaltamos que a leitura e entendimentos de nossos artigos e livros podem lhe ajudar a minorar tais ameaças, mas sua ação deve se adequar a exigência do momento, enquanto ainda vivo se sentir.

Autores: ELENITO ELIAS DA COSTA, contador, auditor, professor universitário

LILYANN MENEZES DA COSTA, advogada, assessora e consultora jurídica.

CompartilheNas redes sociais
Outros ArtigosDo dia 08 de August de 2014